Curiosidades

5 animais bizarros que parecem ter vindo de outro planeta

5 animais bizarros que parecem ter vindo de outro planeta

Os animais compõem uma parte essencial do ecossistema. Eles apresentam vários tipos e tamanhos possíveis, muitas vezes ostentando características tão marcantes que facilmente os diferem uns dos outros. No entanto, existem alguns animais que possuem características tão estranhas e irreais que parecem ter vindo de outro planeta

De uma lagarta parecida com um diamante a um peixe que mais parece uma alga marinha, listamos aqui cinco animais de aparência estranha que você provavelmente nem sabia que existem. Você vai ver que a Mãe Natureza é capaz de nos presentear com seres bem inusitados. Confira!

5. Saiga

Um dos animais mais antigos do mundo, a saiga é também uma criatura que parece ter vindo de outro planeta. Relatórios mostram que esses antílopes remontam à última Era do Gelo e já viveram nas ilhas britânicas e no Alasca. O que mais chama a atenção na saiga é o seu nariz, que por sua vez parece uma tromba de elefante encurtada. Esse nariz em forma de tromba tem um enorme número de câmaras que ajudam na limpeza do ar inalado. Além disso, esses animais usam o focinho para atrair fêmeas durante o acasalamento.

Embora essas criaturas procriem um grande número de bezerros a cada ano, eles ainda estão sob a ameaça de extinção devido à caça furtiva. Seus chifres, carne e pele são considerados preciosos em muitas culturas, especialmente para o povo chinês, que os utilizam para fins medicinais. As saigas vivem principalmente em pradarias, estepes e áreas semi-desérticas. Hoje, elas estão concentradas no Cazaquistão, na Mongólia e em alguns zoológicos de Moscou.

4. Formiga-panda

Se você olhasse para uma formiga-panda à distância, você provavelmente pensaria que ela se trata apenas de uma formiga comum. No entanto, ao observá-la de perto, você logo notaria que ela tem uma coloração branca que cobre todo o seu corpo com manchas pretas pontilhadas. É exatamente daí que o nome “formiga-panda” vem. Também vale destacar que a formiga-panda fêmea apresenta um pelo mais espesso do que os machos, o que ajuda a distingui-las. Além disso, as fêmeas não têm asas, diferentemente dos machos.

É importante deixar claro que as cores branca e preta não servem apenas para decoração, mas também conferem características aposemáticas às formigas. Isso significa que as cores servem como um “aviso” sobre o seu potencial de defesa para predadores e inimigos. Outros mecanismos de defesa poderosos que a formiga-panda possui são uma picada dolorosa, chiados audíveis e um exoesqueleto incrivelmente robusto.

Essas formigas têm uma vida útil de dois anos e, a cada ano, cada fêmea costuma depositar cerca de 2.000 ovos. No entanto, apesar do grande número de ovos postos, a taxa de sobrevivência dessas formigas é baixa, tanto é que elas fazem parte do grupo dos animais que correm risco de extinção.

3. Lagarta joia

Esta criatura é certamente um dos animais mais impressionante do mundo, tendo em vista as suas características físicas comumente comparadas a um diamante. As lagartas joias chamam a atenção por serem bonitas e deslumbrantes por causa de seu corpo quase transparente. No entanto, o seu “corpo de vidro” não fica molhado o tempo todo, como pode parecer à primeira vista. Na verdade, essa característica está relacionada a uma gosma pegajosa que atua como um equipamento de proteção da lagarta contra seus inimigos.

Essas lagartas são pequenas e podem ser encontradas principalmente nas florestas de mangue da América do Sul e Central, especialmente na Costa Rica, México e Ilhas do Caribe. As saliências vermelhas e pontiagudas espalhadas pelo seu corpo servem como um aviso do seu potencial de defesa aos seus predadores. De fato, qualquer inseto que tenta devorar esta lagarta cheia de detalhes únicos, tende a ficar com as mandíbulas presas por conta da tal gosma pegajosa. Sendo assim, essa técnica permite que essas lagartas escapem rapidamente em situações de perigo.

No entanto, apesar de seus mecanismos defensivos eficazes, as lagartas joia são suscetíveis à predação pelas moscas da família Tachinidae. Isso acontece porque as larvas dessas moscas costumam atacar as lagartas pela parte de baixo, perfurando a sua barriga e consumindo-a por dentro. Que crueldade, não?

2. Dragão-marinho-folhado

Aqui está uma outra criatura que parece ter vindo de outro planeta. À primeira vista, você até pode achar que se trata de uma alga marinha, mas a verdade é que esse é um tipo de peixe encontrado principalmente nas águas do oeste e do sul da Austrália. Curiosamente, as saliências em forma de folhas ao longo do seu corpo não são especificas para o nado. Na verdade, elas conferem a esses peixes as características de camuflagem perfeitas que se combinam com as algas marinhas.

Esses peixes se movem na água usando as barbatanas peitorais próximas ao pescoço e contam com uma barbatana dorsal na cauda. Curiosamente, ao contrário de outras criaturas, são os peixes masculinos dessa espécie que são os responsáveis em carregar e chocar os ovos que as fêmeas colocam. O macho carrega os ovos por nove semanas até os peixinhos nascerem. A parte triste da história é que pesquisas mostram que apenas 5% dos ovos sobrevivem.

Um outro fato curioso é que, por serem animais lentos, esses peixes acabam sendo muito vulneráveis a ameaças. As tempestades do mar costumam varrer essas criaturas para as margens por causa de sua incapacidade de se agarrar a algo, como fazem os cavalos-marinhos. Além disso, alguns mergulhadores costumam tirá-los do mar e mantê-los como animais de estimação. De fato, essa ação levou a uma redução maciça de sua população no início dos anos 90, de modo que o governo australiano teve que implementar uma lei específica para proteger a espécie.

1. Peixe-morcego-de-lábios-vermelhos

O peixe-morcego-de-lábios-vermelhos é um tipo de peixe nativo das Ilhas Galápagos, no Equador. Esse tipo de peixe ganhou esse nome pra lá de curioso devido ao seu corpo com forma de morcego e seus lábios vermelhos brilhantes.

Como se tudo isso já não fosse bizarro o suficiente, eles também contam com barbatanas peitorais adaptadas à caminhada, tornando-os melhores andarilhos do que nadadores. Eles costumam andar no fundo do oceano e se alimentam principalmente de camarões, moluscos e de outros peixes menores.

Qual dos animais listados você achou o mais inusitado? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: