Curiosidades

Qual a origem do bolo de noiva?

Qual a origem do bolo de noiva?

No geral festas de casamento são sempre momentos bastante emocionantes e muito lindos onde o amor é o que fala mais alto. Muita gente sonha em quando casar poder fazer uma festa incrível com direito a padrinhos, madrinhas, vestido, véu e uma decoração maravilhosa, não é mesmo?

Temos que concordar que uma das coisas que não podem faltar em uma boa festa de casamento é aquele tradicional bolo de noivas que tem uma massa escura de frutas e vinho. Bom, atualmente esse tipo de bolo não é encontrado em todas as festas, já que os noivos preferem outras opções, mas o bolo de noiva acabou ficando marcado na história, por falar nele, você sabe como ele surgiu? Não? Então continua conosco, pois iremos contar agora mesmo.
Qual a origem do bolo de noiva?

O Princípio de Tudo

Existem registros de que nos tempos antigos os romanos juntavam sementes de romã, pinhões e passas para misturar com papa de cevada e mel assim formando um tipo de bolo que era bastante apreciado pela população naquela época. Durante a Idade Média, as pessoas envolvidas nos movimentos militares levavam esse mesmo bolo para as suas viagens e eles duravam vários meses e até mesmo anos.

Durante o século XVI, a cevada que era usada na produção começou a ser substituída pela farinha de trigo e o mel foi substituído pelo açúcar que era levado pelas colônias por um preço ótimo. Com o passar do tempo o bolo foi ganhando outras adaptações em vários países e acabou ficando popularmente conhecido como bolo inglês que possuía uma massa branca e agora levava em sua receita bastante manteiga e açúcar, frutas cristalizadas, passas e alguns frutos secos.
Qual a origem do bolo de noiva?

Bolo de Noiva

O bolo inglês já era sem dúvida alguma um verdadeiro sucesso e logo começou a despertar o interesse das pessoas que ainda não tinham provado. Com a chegada dos ingleses em Recife, Pernambuco no século XIX o já famoso bolo inglês também desembarcou na capital pernambucana. Todos nós já sabemos que o brasileiro é um povo criativo, mas quem vive em pernambuco costuma ouvir que somos (sim, sou pernambucano) um povo mais criativo ainda. 

Como vimos mais acima, o bolo originalmente era branco e com frutas cristalizadas. Quando a receita chegou nas cozinhas senhoriais dos grandes engenhos de açúcar que possuía o costume de adicionar ingredientes nativos às receitas de família, assim o bolo começou a ganhar mais uma adaptação. A receita original também possuía cereja, chegando aqui ela foi substituída pela ameixa, as frutas cristalizadas permaneceram, assim como as passas, foi acrescentado o vinho moscatel que era um vinho mais barato.
Qual a origem do bolo de noiva?

Para o pernambucano o açúcar nunca é demais, o bolo ganhou uma cobertura de glacê branco que é feito à base de claras, açúcar de confeiteiro e suco de limão, assim tornando a receita um pouco mais diferenciada. Conforme o tempo foi passando, tornou-se bastante comum encontrar nesses bolos uma camada de doce de amêndoas moídas, chamada de marzipã.

A adaptação logo ganhou destaque e caiu no gosto do povo, assim se tornou uma obra de arte da culinária pernambucana. O tempo começou a passar e ia sendo cada vez mais comum encontrar esse bolo nas festas de casamento e por isso ele ganhou o nome de bolo de noiva, porém ele é consumido também em outras comemorações como aniversários, noivados e até mesmo batismos. 
Qual a origem do bolo de noiva?

Tradição

Um bom brasileiro não despensa uma boa tradição não é mesmo? Bom, à medida em que a receita foi se espalhando, logo começaram a surgir várias ideias do que fazer com o bolo e uma delas que se tornou uma tradição pra lá de comum foi guardar um pedaço ou o primeiro andar do bolo do casamento para comer um ano após a celebração.

Pode até parecer estranho, mas especialistas explicam que ao guardar o bolo no congelador ele não estraga mesmo permanecendo lá por um ano, isso ocorre porque o vinho encontrado na receita contribui para a conservação.
Qual a origem do bolo de noiva?Essa tradição surgiu originalmente por conta da ligação do propósito de ter o primeiro filho logo após o matrimônio, atualmente como bem sabemos, existem casais que preferem deixar a chegada do primogênito para anos depois do casamento, porém a tradição de guardar o bolo ainda é mantida.

Você sabia que o bolo de noiva tinha surgido em terras brasileiras? Comenta aqui em baixo e não esquece de compartilhar!

Leia Também: