Curiosidades

Os carros mais estranhos já produzidos no Japão

Os carros mais estranhos já produzidos no Japão

Se há três coisas pelas quais o Japão é conhecido mundialmente, elas certamente são a comida, a cultura popular e os carros produzidos em seu território. No caso deste último exemplo, as montadoras japonesas são responsáveis por alguns dos carros mais confiáveis, duradouros e mais vendidos de todos os tempos, sendo respeitados por grande parte dos motoristas e dos críticos da mídia especializada.

No entanto, embora a maior parte do que é produzido pelas montadoras do Japão possa ser descrita como “convencional”, existem algumas exceções a essa regra. Entre todos os Corollas e Civics que saem das fábricas japonesas todos os anos, existem alguns carros que simplesmente desafiam os limites do imaginável. De fato, muitos desses veículos inusitados acabam ficando somente no Japão, simplesmente porque são estranhos demais para dar as caras em qualquer outro país.

Pensando nisso, listamos aqui alguns dos carros mais estranhos já produzidos no Japão. Você vai ver que esse país também é muito peculiar quando se trata da sua indústria automotiva. Confira!

6. Suzuki X-90

Não importa o ângulo pelo qual você observa esse carro. O X-90 sempre vai parecer um veículo de aparência muito estranha. Produzido entre 1995 e 1997, o X-90 foi a tentativa da Suzuki de aproveitar a crescente popularidade dos SUVs. Com o objetivo de competir com o Toyota RAV4 e o Geo Tracker, o X-90 tentou abrir um nicho no mercado de off-roads compactos.

Infelizmente, o X-90 simplesmente não tinha o que era necessário para se tornar um sucesso. Com apenas dois assentos, ele era menos prático que o RAV4 e era absurdamente mais lento, por conta da sua baixa potência. Consequentemente, o X-90 vendeu mal e sua produção foi totalmente interrompida depois de apenas dois anos no mercado.

5. Mitsuoka Orochi

Essa monstruosidade que você pode ver na imagem acima recebeu o pretensioso título de ‘supercarro de moda’ por seu criador. O Mitsuoka Orochi é simplesmente um dos carros mais feios e com visual mais sádico que você pode encontrar no Japão. Com um nome que corresponde a um dragão de oito cabeças do folclore japonês, o Orochi tem mais chances de gerar confusão do que medo.

Com uma grade curvilínea e faróis grandes e bulbosos, o Orochi parece mais com algo que um vilão criaria só para tirar sarro da galera. Obviamente priorizando a ousadia sobre os padrões de estética aceitáveis, o Orochi foi lançado no Japão em 2001 como um carro conceitual, mas também chegou a ser produzido em massa entre os anos de 2006 e 2014. O encerramento da sua produção ocorreu em abril de 2014.

4. Toyota Previa

Quando as minivans começaram a se tornar bem-sucedidas, a Toyota decidiu que era hora de entrar definitivamente nesse nicho do mercado. No entanto, a montadora não seguiria as tendências já estabelecidas no mundo automotivo, pois dizia que elas tornavam as coisas mais “entediantes”. Sendo assim, no ano de 1990, a Toyota lançou o Previa, uma van com tração traseira e motor central que mais parece uma batata gigante.

Os detalhes do seu design sempre foram questionáveis desde o início da sua produção, afinal de contas, por que diabos você faria uma minivan de motor central? Além disso, o design da van era divisivo, garantindo que todas as mães que possuíam uma van dessa pudessem levar seus filhos para longos passeios. Embora o Previa tenha sido descontinuado na América do Norte em 1999, ele ainda está em produção no Japão até hoje. Ah, vale mencionar que os modelos mais recentes ainda se parecem com batatas gigantes.

3. Autozam AZ-1

Produzido pela Mazda através de sua subsidiária Autozam, o AZ-1 é um belo exemplo de “carro kei”. No Japão, esse termo se aplica a qualquer automóvel com um motor de 660 centímetros cúbicos ou menor. Eles geralmente são pequenos e com pouca potência, mas também estão isentos de muitos dos impostos e regulamentações que o Japão impõe a veículos maiores. Por isso, eles são populares em áreas urbanas como Tóquio, onde o estacionamento é limitado e sua boa milhagem de gasolina permite um ótimo deslocamento na cidade.

O AZ-1 é também um exemplo de carro esportivo que possui portas de borboleta. Esse veículo foi produzido entre 1992 e 1994 e muita gente costuma dizer que ele lembra uma Ferrari que acabou sendo deixada na secadora por muito tempo. Tem gente que também diz que ele é facilmente um dos carros esportivos mais fofos já produzidos, pois tem olhos redondos de cachorrinho e espelhos retrovisores que lembram orelhas. Fofo e estranho, não é mesmo?

2. Daihatsu Wake

Se você achava que o Fiat Uno da primeira geração era um carro “quadrado demais”, o Daihatsu Wake pediu para você segurar a cerveja e mostrou como é que se faz. Aparentemente inspirado pelas características de design de um bloco de concreto, o Daihatsu Wake é um outro “carro kei”, sendo este um bom exemplo do que costuma ser chamado de microvan em solo japonês.

O Wake, que também é vendido sob o nome Toyota Pixis, é aparentemente mais alto que a maioria dos seus “primos”, o que fica fácil de perceber pela foto acima. Embora isso possa proporcionar um melhor espaço de manobra do que seus rivais, não podemos imaginar que o Wake seria particularmente seguro, afinal de contas, parece que ele pode tombar em uma tempestade de vento ou até mesmo ao dobrar uma esquina muito rápidamente.

1. Nissan S-Cargo

O Nissan S-Cargo provavelmente seria o resultado de uma relação entre o Papamóvel e um Fiat Multipla, caso ambos resolvessem ter um bebê. O S-Cargo, que mais parece um carro de palhaço, foi lançado em 1989. Inspirado nos peculiares buggies franceses de meados do século XX, o S-Cargo foi feito para servir como um veículo barato e de fácil manobra para pequenos comerciantes. No entanto, ele acabou virando motivo de galhofa.

Embora sempre tenha sido considerado uma piada no mundo ocidental, devemos concordar que o S-Cargo ainda é um carro “charmoso” se comparado aos outros desta lista. De fato, até é possível imaginar um carro assim servindo como um pequeno caminhão de sorvete ou simplesmente como algo que o Mr. Bean dirigiria. Além disso, ele também poderia servir para coisas mais “experimentais”, como por exemplo, pintá-lo de amarelo para deixá-lo parecido com o Pikachu.

Qual dos carros listados você achou o mais estranho? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: