Curiosidades

6 maravilhas da arquitetura que parecem desafiar a física

6 maravilhas da arquitetura que parecem desafiar a física

Talvez você ainda não tenha percebido, mas o fato é que a arquitetura que respeita as leis da física parece ser algo do século passado. Embora estruturas como a Basílica de São Pedro e o templo Angkor Wat sempre sejam impressionantes, existem outras maravilhas da arquitetura que realmente capturam a imaginação do público nos dias de hoje, dando origem a projetos menos preocupados com a estética pura e mais focados em desafiar a gravidade.

Canecas para Presente

Em todo o mundo, muitos arquitetos ousam ultrapassar os limites da ciência, focando seus esforços em projetos de edifícios que apresentam mais ilusões de ótica do que estruturas funcionais. Essas obras-primas são um deleite tanto para a mente quanto para os olhos humanos e é difícil não nos perguntarmos sobre as capacidades de inovação da nossa espécie e os avanços científicos que nos permitiram chegar tão longe.

Pensando nisso, listamos aqui alguns dos edifícios mais ousados quando o assunto é desafiar a física. Você vai ver que a arquitetura pode ser muito mais interessante do que parece. Confira!

6. Ponte Langkawi Sky, Malásia

A ponte Langkawi Sky está situada no topo de uma montanha, curvando-se em torno da sua própria estrutura para oferecer uma experiência de visualização única da selva e do oceano ao redor. Ao contrário das pontes mais tradicionais, essa ponte apresenta um desvio em torno de si mesma que permite que os visitantes admirem diferentes seções da paisagem da Malásia enquanto seguem o seu caminho.

Todo o seu peso é suportado por oito cabos, que por sua vez ficam ancorados em um único poste. Se levarmos em conta o fato de que as nossas mentes estão mais acostumadas com estruturas apoiadas por baixo, caminhar de uma extremidade à outra dessa ponte quase que “flutuante” pode até parecer uma experiência um tanto assustadora. Se você tiver um estômago forte, também pode tentar ficar em cima das seções que contam com pisos de vidro para olhar a base da montanha logo abaixo.

5. Holmenkollbakken, Noruega

Encarar uma encosta escorregadia com um enorme salto de esqui é sempre uma coisa bem radical, mas quando você está no topo de Holmenhollbakken, na Noruega, há também a insegurança adicional de estar em uma estrutura que se parece muito com uma gangorra capaz de lançar seus visitantes no chão a qualquer momento.

Tendo sido reconstruída 19 vezes, a versão atual da Holmenkollbakken foi o produto de um concurso de projetos arquitetônicos, tendo a sua estrutura concluída totalmente em 2010. Embora sua arquitetura seja muito moderna, a colina de esqui tem uma longa história, com o bairro de Holmenkollen, em Oslo, sediando festivais de esqui desde o final do século XIX.

4. Sede da Televisão Central da China, China

Promovendo uma alucinante ilusão de ótica, os ângulos estranhos da sede da Central de Televisão da China tendem a enganar os olhos de qualquer pessoa à primeira vista. De longe, a estrutura se parece mais com um retângulo, mas após uma inspeção mais detalhada, fica claro que as diferentes partes da estrutura se projetam em direções ímpares, com a seção superior parecendo desafiar a gravidade ao afastar-se de seus suportes.

Como sede da CCTV, o edifício foi projetado para referenciar o conceito de televisão em circuito fechado, com suas duas torres em forma de L conectando-se em um loop contínuo. É uma obra com características bem ousadas, mas que certamente conseguiu atingir o seu principal objetivo de atrair os olhares mais curiosos.

3. Balancing Barn, Reino Unido

Com uma aparência que mais se parece uma mistura entre um galpão futurista e uma prancha de mergulho, o Balancing Barn é uma joia da arquitetura contemporânea. Metade da sua estrutura fica suspensa no ar, fazendo com que aqueles que têm a sorte de visitar seu interior fiquem com os olhos no mesmo nível das copas das árvores ao redor.

Com o objetivo de aumentar a acessibilidade da arquitetura moderna e incentivar uma maior conexão com o campo, o Balancing Barn está disponível para reserva e acomoda cerca de oito pessoas. Entre as cabanas aconchegantes e as igrejas antigas dos campos ingleses ao redor, a arquitetura futurista desta residência inusitada pode parecer um pouco “deslocada”, mas é exatamente essa característica que a torna um destino tão popular.

2. Habitat 67, Canadá

Visitar o complexo de apartamentos residenciais Habitat 67 em Montreal, no Canadá, pode parecer um pouco como entrar em um jogo de Minecraft da vida real. O arquiteto responsável pela obra, Moshe Safdie, originalmente concebeu a ideia para essa estrutura como sua tese de mestrado, mas o design ganharia vida própria anos mais tarde como um pavilhão da Feira Mundial de 1967 em Montreal.

Destinado a combinar aspectos da vida suburbana, como jardins e espaços abertos, com o estilo mais compacto da vida urbana, este edifício serve como residência de várias famílias, com os distintos blocos de concreto chamando a atenção dos curiosos que passam pela região. Embora o seu design não tenha revolucionado a vida na cidade da maneira como o seu arquiteto esperava, o fato é que o Habitat 67 se tornou um dos marcos mais famosos da província de Quebec.

1. Aqueduto Veluwemeer, Holanda

Normalmente, as pontes passam por cima da água e não por baixo dela, não é mesmo? No entanto, na Holanda, existe um aqueduto pra lá de curioso cujos veículos terrestres passam por baixo da sua estrutura, uma estratégia ousada que permite que barcos e pequenos navios naveguem sem se deparar com qualquer obstáculo à sua frente. Conectando o continente a uma ilha artificial, essa ponte recebe as visitas de mais de 25.000 carros que percorrem a sua extensão todos os dias. Já o aqueduto suspenso acima dela atua como uma ponte para pequenas embarcações.

Vale destacar que também existem passarelas de pedestres ao lado da estrada, permitindo que os visitantes vejam de pertinho todos os detalhes dessa maravilha arquitetônica. Só que, de certo modo, a melhor maneira de aproveitar a belíssima vista do aqueduto é estando dentro de um dos vários barcos que deslizam ao longo de seu percurso todos os dias.

Obras com detalhes arquitetônicos muito interessantes, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: