Curiosidades

Por que os carros da Rolls-Royce são absurdamente caros?

Por que os carros da Rolls-Royce são absurdamente caros?

Se você é um fã de automóveis, já deve saber que a montadora inglesa Rolls-Royce produz alguns dos carros mais interessantes do mundo. Conhecida por produzir automóveis artesanais que prometem sofisticação contínua para seus clientes, a Rolls-Royce não costuma produzir veículos baratos, com alguns modelos ultrapassando facilmente a marca dos milhões de dólares.

Caneca para Presente

O mais incrível disso tudo é que, se levarmos em conta os itens extras, atualizações e personalizações opcionais praticamente ilimitadas, podemos chegar à conclusão de que o verdadeiro custo de um Rolls-Royce sob medida praticamente não tem limites. De fato, a Rolls-Royce se recusa a discutir seus preços-base, de modo que cada carro produzido possui um preço individual.

Na prática, não há necessariamente um preço base específico para discutirmos porque realmente depende de cada cliente como indivíduo e das opções sob medida que eles desejam. No entanto, isso levanta uma questão interessante: por que os carros da Rolls-Royce são tão caros?

Estilo e personalização sem limites

Boa parte do alto preço de um Rolls-Royce está ligada à alta capacidade de personalização oferecida ao cliente, sendo que um dos pontos de partida para tal é provavelmente a sua cor. Para se ter uma ideia, a montadora inglesa disponibiliza uma paleta de mais de 44.000 cores para seus clientes escolherem. Basicamente, a marca pode reproduzir qualquer cor, seja de algo da sua casa, algo que você possui ou simplesmente algo que você já viu. Com essa variedade de cores, cada carro pode obter uma pintura exclusiva.

Além disso, na oficina de pintura da Rolls-Royce, é possível ver que o processo de pintura dos carros é algo muito mais grandioso do que parece. Para se ter uma ideia, cada carro recebe pelo menos sete camadas de tinta. Existem as camadas de base, as camadas de pintura externa e, em muitos casos, são disponibilizadas até mesmo uma ou duas camadas de verniz. É tanto detalhe envolvido que um único carro pode receber até 23 camadas de revestimento, equivalendo a cerca de 45 kg de peso relacionado apenas à pintura!

Além das inúmeras variações de cores, os clientes da Rolls-Royce também podem deixar os seus veículos ainda mais exclusivos através da inclusão de materiais para criar efeitos especiais. Um cliente particularmente rico foi um passo além nesse quesito, solicitando a adição de 1000 diamantes.

Basicamente, o cliente queria “um pouco mais de brilho no acabamento”, então forneceu à Rolls-Royce um saco de diamantes. A montadora esmagou os diamantes, infundiu as pedras preciosas na tinta e entregou o produto final para o comprador, deixando-o satisfeito.

Detalhismo artesanal

Como se tudo isso já não fosse suficiente, a pintura detalhada dos carros Rolls-Royce é feita à mão por apenas uma pessoa. Os pincéis utilizados no trabalho são feitos de pelos de esquilo, pois a maioria dos pincéis produzidos em larga escala hoje em dia tende a deixar marcas de pincel ao longo da pintura. Como o pincel de pelos de esquilo é feito com fios naturais, ele tende a não deixar marcas. Portanto, é possível ver que a Rolls-Royce trabalha com um alto padrão até mesmo nos mínimos detalhes.

Caneca para Presente

No entanto, os detalhes não se resumem a fatores estéticos. Para promover um passeio silencioso, a Rolls-Royce adiciona aproximadamente 135 kg de isolamento acústico ao redor da cabine de cada carro. A Continental, fabricante de pneus, desenvolveu pneus especiais cheios de espuma para os carros da montadora, o que reduziu o ruído dos veículos nas estradas em cerca de 9 decibéis. Os resultados foram tão bons que a Rolls-Royce teve que remover alguns insonorizados para evitar causar uma privação sensorial acústica.

Já o painel do Rolls-Royce Phantom pode se tornar até mesmo uma galeria de arte sob medida. Na prática, os clientes podem contratar artistas para produzir todos os tipos de projetos para este espaço, incluindo uma instalação em aço inoxidável impressa em 3D e banhada a ouro que replica o perfil ostentador de cada fã de automóvel endinheirado.

Outra característica brilhante da Rolls-Royce é o Starlight Headliner, um série de luzes de teto de fibra óptica que recriam o céu noturno. No entanto, o projeto é trabalhoso, podendo levar até 16 horas para a construção dos Starlight Headliners, pois é necessário perfurar vários furinhos para passar a fibra óptica por todos os orifícios. Alguns modelos podem contar com até 1.340 buracos!

Exclusividade e sofisticação

Como você pode ver, o principal motivo por trás dos altos preços dos carros da Rolls-Royce tem a ver com o fato de que cada design é completamente exclusivo para um determinado cliente. Não se trata apenas de digitalizar uma imagem e transformá-la em algo real. Todos os aspectos do carro são pensados nos mínimos detalhes, desde simples itens estéticos a melhorias nos sistemas dos veículos que permitem mais conforto e produtividade nas estradas mundo afora.

O modelo Rolls-Royce mais caro já construído foi o Sweptail. Um projeto resultante de uma longa jornada de mais de quatro anos de trabalho, este carro exclusivo custou US $ 13 milhões, chegando a ostentar o título de carro mais caro do mundo em 2017, ano do seu lançamento.

No fim das contas, isso mostra que, enquanto outras empresas fabricantes de carros de ponta se concentram em coisas como velocidade, manobrabilidade e aprimoramento de supercarros incrivelmente leves, os carros da Rolls-Royce são extremamente caros por um motivo em particular: luxo.

Poucas empresas conseguem fabricar carros luxuosos como a Rolls-Royce, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de