Mistério

Os 5 mais cruéis Serial Killers da história

BannerVideos

O quinto lugar desta terrível lista de Serial Killers se chama Ted Bundy e era um jovem charmoso e carismático, sendo assim tinha muita facilidade de se aproximar de suas vítimas. Bundy atacava, em geral, mulheres jovens de cabelo escuro e liso, isso porque sua primeira namorada tinha estas características. Sua tática imbatível era simples, ele abordava essas jovens garotas em locais públicos e as conquistava com sua simpatia. Então, as convidava para um encontro em um local mais reservado e, neste momento, as acertava com pancadas na cabeça. Ele também era bastante sádico, gostava de estupra-las tanto em vida quanto depois de mortas.

cinco-crueis-serial-killers-eutesalvo-tricurioso-3

O mais bizarro é que, muitas vezes, os corpos já estavam em estado de putrefação quando eram violentados, mostrando a nojenta psicopatia de Bundy. Ele também decapitou cerca de 12 de suas vítimas e manteve suas cabeças em seu apartamento. O assustador é que Ted era ativo na sociedade, estava na universidade e teria um futuro brilhante pela frente. Ele também era muito sociável e tinha muitos amigos, porém a vontade de matar acabou sendo mais forte. Como foram muitos crimes em um curto período de tempo, a polícia estava de olho no assassino. Então, certo dia, ele foi abordado por um policial, mas arrancou com seu Fusca e acabou sendo capturado por suspeita de roubo. Foi questão de tempo até os oficiais encontrarem as evidências necessárias para levar Ted a julgamento pelas terríveis e sádicas mortes que causou. Ele foi julgado e condenado a cadeira elétrica em 1989 e quem a ligou foi uma mulher, tornando-o um dos serial killers mais terríveis dos Estados Unidos.

cinco-crueis-serial-killers-eutesalvo-tricurioso-6

Já o quarto lugar foi reservado para Donald Gaskins, este terrível homem tinha o corriqueiro costume de atacar caroneiras pelas estradas norte-americanas apenas para satisfazer seu desejo de matar. Donald teve uma mãe negligente e sofreu muita violência doméstica por parte de seu padrasto, ele também bebeu uma garrafa inteira de querosene quando era apenas um bebê, tinha um ano. Esse acidente lhe gerou diversas convulsões nervosas até os três anos, fora os danos neurológicos. Já na adolescência, Donald praticava roubos e estupros, sendo inclusive enviado para uma escola reformatória para menores. Então, começou a matar e acabou sendo preso por seis anos, porém conseguiu fugir da cadeira e voltou a cometer suas atrocidades.

Gaskins tinha métodos extremamente cruéis de assassinato, ele torturava ao máximo suas vítimas para ver até onde aguentariam vivas, para isso ele utilizava  facadas, mutilação, asfixia e até canibalismo. Como adorava fazer o que fazia, o homicida decidiu tornar a morte um negócio rentável e tornou-se matador de aluguel. Porém, não durou muito já que em 1975 foi pego, momento em que conduziu a polícia ao local que mantinha os corpos e também confessou todos os seus crimes. Donald Gaskins foi condenado a morte por cadeira elétrica em 1991, vale ressaltar que este monstro matou mais de cem pessoas, fato este que o faz integrar esta lista de serial killers.

cinco-crueis-serial-killers-eutesalvo-tricurioso-5

O terceiro lugar foi ocupado por Francisco de Assis Pereira, homem que foi muito temido pelas mulheres brasileiras durante o final de 1990. Mais conhecido como Maníaco do Parque, Francisco estuprou e matou diversas pessoas no Parque do Estado, em São Paulo. Um total de 7 corpos foram encontrados escondidos em mata fechada, vários deles já estavam em decomposição. A primeira pista de que algo estava acontecendo apareceu em 4 de julho de 1998 quando um menino entrou na mata do Parque do Estado para buscar sua pipa e encontrou os corpos.

As mulheres assassinadas foram encontradas nuas, com as pernas abertas e com marcas de mordidas nas coxas, ombros e seios. Então a polícia conseguiu encontrar algumas pessoas que também foram abordadas pelo maníaco e assim conseguiram seu retrato falado. Francisco foi encontrado e preso, ele era um motoboy que morava e trabalhava na região do Brás, em São Paulo. Em depoimento, o monstro conta que achava extremamente fácil atrair suas vítimas, ele parava sua moto em pontos de ônibus e se passava por agenciador de modelos. Então, convidava as jovens para uma sessão de fotos na natureza onde estuprava e estrangulava as meninas.

O maníaco conta que durante a infância foi molestado por sua tia e acabou desenvolvendo uma fixação por seios. Ele também quase teve seu pênis arrancado por uma ex-namorada com a boca e começou a ter dores durante as relações sexuais com as vítimas. O mais assustador é que o poder de persuasão de Francisco era tato que, mesmo depois de condenado, o detendo recebeu cerca de mil cartas escritas por mulheres apaixonadas que o haviam visto pela televisão e que gostariam de casar-se com ele.

cinco-crueis-serial-killers-eutesalvo-tricurioso-1

O segundo lugar é ocupado por um britânico serial killer mais conhecido como Doutor Morte que assassinou mais de 250 pessoas. Ele se chama Harold Shipman e era um médico conhecido e respeitado, além de casado, pai de quatro filhos e formado pela Escola de Medicina de Leeds. O homem era bastante sério e passava longe de qualquer suspeita, porém este monstro assassinava seus próprios pacientes com doses letais de medicamentos. Apesar de muito querido pelos que estavam ao seu redor, estes jamais imaginariam que sua primeira vítima foi feita em 1975 apenas um ano após se formar.

Em geral, Harold matava mulheres de meia idade ou idade avançadas, isso porque o perfil se encaixava em sua história já que perdeu sua mãe de câncer aos 17 anos. O homem acompanhou todo o processo da dor angustiante que sua mãe sentia até sua morte, dor esta que só sessava quando recebia grandes doses de morfina ministradas por seus médicos. Seja por coincidência ou não, a maioria das vítimas do Doutor Morte foram assassinadas através de overdoses desta substância. Com o tempo, seus colegas profissionais começaram a perceber o alto índice de mortalidade de seus pacientes e buscaram as autoridades. Assim, o serial killer foi pego e sentenciado à prisão perpétua. Sua prisão ocorreu em 1998, porém em 2004 Harold se suicidou em sua cela através de um enforcamento feito com os lençóis de suas camas. Apesar das mortes jamais terem sido justificadas, acredita-se que o Doutor Morte gostava de brincar de Deus, tendo o controle da vida e da morte em suas mãos.

cinco-crueis-serial-killers-eutesalvo-tricurioso-2

E por último, quem está no topo deste top 5 é Henry Lee Lucas, homem que teve uma infância conturbada e que assassinou mais de 600 pessoas. Filho de uma prostituta que o obrigava a assisti-la tendo relações sexuais e que era constantemente espancado, certa vez Henry levou um golpe de seu irmão no olho e, por negligência, acabou tendo de utilizar um olho de vidro. Ainda em sua infância, o rapaz era obrigado a vestir roupas de menina e ir a escola vestido assim, onde era ridicularizado por seus colegas. Quando tinha 13 anos, foi molestado por seu meio-irmão mais velho e também aprendeu a torturar animais e violar seus cadáveres sexualmente.

Quando tinha 15 anos, cometeu seu primeiro crime ao asfixiar uma prostituta, o que pode ser considerado reflexo de sua infância. Em seguida, ele matou sua mãe e foi condenado a dez anos de prisão. Depois de cumprir sua pena, conheceu Ottis, seu futuro cúmplice no assassinato de centenas de mulheres. A dupla matou, cometeu necrofilia e até mesmo canibalismo. Então, em 1983 foi condenado à pena de morte, porém o Conselho de Perdão e Palavra do Texas, nos Estados Unidos, solicitou que houvesse uma mudança para a pena de prisão perpetua. O assassino faleceu na prisão em 1996 devido a cirrose hepática que contraiu.

Desejo a você bons pesadelos…

 

Participe! Deixe seu comentário...

Você também pode gostar de