Mistérios

O Terrível Episódio Perdido de Jovens Titãs em Ação: Creepypasta

Vamos então a esta terrível creepypasta. Já aviso que esta possui uma terrível história que, segundo consta em fóruns, seria um episódio perdido. Vale lembrar aqui que este é apenas um conto encontrado na internet, então pode tanto ser real quanto apenas criação de algum internauta bastante criativo. De qualquer forma, aproveite o terror.

Você conhece o desenho Os Jovens Titãs em Ação? Existe um episódio chamado Ação de Graças que estreou em Novembro de 2013. Nele o Batman vai até Torre dos Titãs para um jantar da Ação de Graças. Eu não sabia que este episódio possuía continuação, porém infelizmente fui surpreendido ao assisti-lo sem intenção.

Vivo em uma cidade pequena no Canadá, curso medicina em uma universidade cristã e pretendo me tornar psiquiatra. Meus Pais se divorciaram há 6 anos e isso mexeu um pouco comigo, porém tinha um desenho que passava no Cartoon Network chamado: Os Jovens Titãs em Ação que acabava sempre com minha depressão, mesmo que já tivesse18 anos. Como meu pai via que esta animação me fazia bem, regularmente me presenteava com as temporadas em DVD.

Eu sempre ficava feliz, assisti-los me fazia esquecer das tristezas do meu dia-a-dia. Certa vez, fui passar o dia de ação de graças com meu pai em sua casa e ele achou bacana me dar um presente especial. Passando por um tipo de sebo, ele encontrou um VHS que dizia ‘Jovens Titãs em Ação: Dia de Ação de Graças parte 2” e o comprou para mim.

Como sempre fui apegado às minhas coisas, ainda possuía um VCR em meu antigo quarto, então enquanto o jantar ficava pronto fui assisti-lo. Péssima escolha. Assim que coloquei o VHS no aparelho, uma linha branca apareceu, passando de cima para baixo tal como os antigos bugs aos quais estávamos acostumados. Até ai tudo bem, levou cerca de 25 segundos até alguma coisa acontecer.

Então, a abertura iniciou normalmente até o momento que o título do episódio aparece, lá dizia ‘Robin’s Suicide’, ou seja, O Suicídio de Robin. Neste momento, fiquei levemente paralisado e com medo dos minutos que se seguiriam. A primeira cena mostrava Cyborg chorando em desespero deitado em sua cama, não havia nenhum tipo de trilha sonora.

Então, ele vai até seu criado mudo e pega um remédio que reconheci como antidepressivo pelo formato e cor. Ao toma-lo, uma cena de Cyborg correndo feliz aparece, porém logo volta para sua triste situação. Então, corta para uma cena onde Robin também está chorando em seu quarto e toma o mesmo medicamento. Chorando muito, ele vai até a sala onde há uma mesa posta igual a do episódio oficial do Dia de Ação de Graças. Lá ele pega um lápis e um papel.

Cyborg vê a movimentação, vai atrás de seu amigo e o questiona sobre o que ele estaria fazendo. Então, também vê outro frasco onde há um tipo diferente de antidepressivo. Desesperado para conter a dor, ele toma mais diversos comprimidos que, pouco tempo depois e ainda na mesma cena, o fazem tossir, vomitar até que, finalmente, para de se mexer ou respirar e cai no chão.

Robin fica sem reação ao assistir seu grande amigo morrer diante de seus olhos, então se volta para a folha e começa a escrever. Ele falava alto cada palavra que deixava marcada no papel enquanto diversos sons de choro começaram a surgir. Eram choros diferentes e familiares, inclusive juro ter ouvido meu próprio irmão caçula de 3 anos, mas talvez tenha sido minha imaginação.

Então a tela começa a ficar escura e o choro a ficar cada vez mais alto, era impossível ouvir o que Robin dizia. Então, do nada, o choro cessou e a tela ficou totalmente escura. Assim, ouvimos a carta escrita desde seu princípio. Nela dizia:

“Caros Titãs, até agora havia tido uma boa vida. Porém, Batman conseguiu destruí-la. No dia de Ação de Graças, o chamado herói veio até nossa torre, matou Estellar e a enterrou no quintal sem nenhuma razão aparente. Fiquei solitário. Eu estou louco, psicótico, lunático. Além de mim, Cyborg, que acaba de morrer em minha frente, tentou tomar posição de líder, porém isso só trouxe ainda mais dor e o tornou agressivo, até que começou a tomar medicações que anestesiavam sua raiva e dor.

Mutano também ficou perdido sem Estellar, começou a canalizar sua dor em violência e ia sozinho enfrentar nossas missões. Acabou surtando e desapareceu. Já Ravena excluiu-se do mundo, exagerando no poder sombrio e condenando pessoas. Atualmente, está totalmente perdida em sua própria escuridão. Por isso, por estarmos todos perdidos, desejo apenas que esta vida acabe e, por este motivo, escrevo esta carta. – Robin, Líder dos Titãs”

Então os choros começam de novo, mais altos, e uma arma é revelada nas mãos de Robin que, em seguida, atira no próprio pescoço e morre. Uma visão aérea do corpo de Robin mostra uma parte da cabeça destruída e do olho arrancados. E a tela corta para uma imagem estática, o que me fez chorar bastante, era uma mensagem que apareceu: “R.I.P… Em memória de Robin Wayne Bredon 1997-2015. Ele deixou este mundo através da morte voluntária na torre dos Titãs.”

Então, peguei o VRC e o VHS, levei até o quintal e os queimei com álcool. Fiquei lá até o plástico derreter totalmente. Achei que nunca, nunca mesmo, iria ver aquele desenho novamente. Então, 3 meses se passaram desde o ocorrido. Certo dia, fui até o apartamento de meu pai novamente onde minha mãe estaria me esperando.

Ele nunca entendeu porque eu havia parado de assistir ao desenho que me fazia também, e eu também jamais contei. Ao chegar lá, encontrei uma pequena carta na geladeira que dizia: “Oi filho, eu e sua mãe resolvemos fazer uma surpresa para você. Encontrei novamente aquele VHS dos Jovens Titãs que havia dado a você no dia de ação de graças. Porém, não conseguimos conter a curiosidade, estamos o assistindo em seu quarto. Venha até nós! Com amor, papai”. Desesperado, corro até o quarto, porém é tarde demais. Encontro minha mãe e meu pai ensanguentados com a pistola da família ao seu lado.

Você também pode gostar de