Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

A incrível história da Microsoft!

Na nossa série contando história das empresas, a queridinha do mundo tech não poderia estar de fora dessa lista. A 5° marca mais valiosa do mundo tem uma longa história com o mundo da tecnologia, hoje você vai entender o porquê que o mercado tech deve muito à Microsoft.

Nossa história começa lá em 1975 quando dois caras chamados de Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft. Ambos até 1977 teriam deixado seus estudos de lado, Gates com Harvard e Allen com a Universidade de Washington. O nome Microsoft deriva-se das palavras Microcomputer e Software. A ideia inicial da empresa era fazer somente fazer softwares que interpretassem a linguagem básica desenvolvida para o Altair 8800, considerado por muita gente  o primeiro PC (Personal Computer = Computador pessoal) da história.

Caso você não saiba, anteriormente à 1974, data de lançamento do Altair 8800, todos os computadores tinham fins industriais, auxiliavam grandes empresas que precisavam de uma grande máquina para saber estatísticas e divulgar coisas entre a organização, como anúncios ou gráficos.

Em 1976, um ano após a criação da empresa, ela já se mostrava crescendo de forma estável, já contava com 16 mil dólares de receita e com a marca “Microsoft” registrada. Com tudo isso acontecendo, a Microsoft mudou-se para uma nova sede nos EUA. Já em 1978, a empresa criou seu primeiro escritório internacional no Japão. A Microsoft começou a crescer muito na linguagem de programação básica, que acabou por estar em dispositivos Apple, como o Apple II, que mais tarde viria a se tornar o rival da empresa em sistemas operacionais de mesa e mobile.

O primeiro hardware da Microsoft  foi o Z-80 SoftCard. Ele era compatível com o Apple II, fazendo PC executar um sistema controlador para um microcomputador. O SoftCard foi mostrado na West Coast Computer Faire em março de 1980 com um sucesso explosivo de forma imediata: 5.000 unidades vendidas em 3 meses, algo que para mercado de nicho era um ótimo número.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O grande destaque da Microsoft na década de 80 foi a parceria com a IBM, criando o MS-DOS. Mas o grande SO da empresa não conseguiria nem tocar no dedinho do pé do SO da Apple, o Apple Lisa. Em 1982, a empresa de Jobs volta a trabalhar com a Apple desenvolvendo softwares (principalmente da linha Office) para o Macintosh, da Apple. Mas em 1985, a Microsoft criaria algo que na época, foi levemente sem destaque, mas que hoje, é tratado de forma extremamente revolucionária.

Neste ano nasce o Windows 1.0! Com isso vinha a multitarefa, possibilidade de usar mais ainda os programas do SO,  a interface colorida, os ícones, alguns aplicativos, como o jogo reversi, o bloco de notas, calculadora, relógio, barras de rolagem, menus suspensos, calendário, Windows Writer, arquivo de cartões, Paint e diversas outras inovações que viriam a ser coisas clássicas do Windows, ou coisas que simplesmente foram ignoradas e removidas de versões posteriores.

Bill Gates dizia que o Windows 1.0 “é um software único, projetado para aqueles que realmente usam computador”.  Ele mal sabia que posteriormente seria o SO mais usado de todos os tempos. A Microsoft só descontinuou suporte para o Windows 1.0 oficialmente em 31 de dezembro de 2001.

Depois de diversas parcerias e revoluções por dentro do mercado de tecnologia, a Microsoft só foi começar a expandir seu mercado para todos na década de 90. Mas quando que todos puderam ter acesso ao Windows? Em 1995, com o Windows 95. O Windows 95 foi um recorde de vendas até então na Microsoft. Foram vendidos mais de 1 milhão de cópias em apenas 4 dias após o lançamento, 7 milhões em 5 semanas, e, mais de 40 milhões no primeiro ano. Nessa versão tivemos pela primeira vez o botão “iniciar” no Windows.

As primeiras versões vieram sem um navegador, vendo depois a explosão da internet, a Microsoft correu, comprou um navegador da Spyglass e o tornou o Internet Explorer 1.0, o mais famoso navegador da Microsoft e do Windows sendo o mais usado durante muito tempo. (porque tem um novo por aí que ninguém usa…)

Propaganda. Role para continuar lendo.

A Microsoft desenvolveu também um Windows “capado” para dispositivos de menor capacidade, como os palm flagship, o Windows CE 1.0.

Em 1998, o Windows 98 foi lançado, sendo a primeira versão do Windows projetada especificamente para os consumidores finais. Ele tinha diversas novidades, como a abertura e o fechamento de programas rapidamente, suporte para leitura de DVDs e dispositivos USB. A barra de lançamento rápido de aplicativos, que permitia a inicialização dos programas sem precisar buscá-los no menu Iniciar, também foi novidade nesta versão.

Tivemos o Windows Me, sem muito destaque. Já o Windows 2000 Professional simplificou a instalação de dispositivos de hardware, aumentando a compatibilidade com o Plug and Play. Os novos dispositivos compatíveis incluíam produtos avançados de rede, dispositivos USB, Firewire e infravermelho.

Em 2001, a Microsoft lançou o mais clássico Windows de todos os tempos, o Windows XP. Com uma interface totalmente reprojetada e centrada num centro de serviços de Ajuda e Suporte unificados, o Windows XP foi o provável Windows mais global, incluindo 25 idiomas do sistema operacional, incluindo o nosso lindo português. A empresa também começou a martelar em atualizações contra vírus que podiam prejudicar seus consumidores.

O Windows XP foi projetado para uso doméstico, oferecendo um assistente de configuração de rede, o Windows Media Player, o Windows Movie e capacidades para tratamento avançado de fotos digitais, permitindo girar, imprimir e copiar as imagens para um CD ou DVD.  Sem contar o lançamento do primeiro Xbox, com a ideia de trazer uma arquitetura semelhante ao Windows para o mercado de consoles, competindo diretamente com o PlayStation 2 e o Nintendo GameCube, sendo o mais poderoso e segundo menos vendido da geração.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Em paralelo, a Microsoft lançou o seu segundo Xbox, o Xbox 360. Ele está entre os mais vendidos consoles de todos os tempos, e o mais sucedido Xbox até então. O Windows Vista foi lançado em 2006, mesmo sendo conhecido como o patinho feio do Windows.  No Windows Vista foi aprimorado o Windows Media Player devido ao aumento do número de usuários que usam seus computadores como centrais de mídia digitais. No Windows Media Player, podia-se assistir televisão, ver e enviar fotografias e editar vídeos.

E bem no fim da primeira década, os dispositivos sem-fio explodiram. O Windows 7 foi lançado em 22 de outubro de 2009, os notebooks vendiam mais do que os computadores de mesa e se tornou comum usar a Internet em pontos de acesso sem fio públicos em lojas e restaurantes. As funções de  telas sensíveis ao toque foram aumentadas com o Windows Touch, que permite usar os dedos para navegar, utilizar o sistema operacional com o toque, ver fotos e abrir arquivos e pastas.

Falando em touch e Windows, nessa época, a Microsoft lançou o Windows 7 Mobile, fazendo um sucesso considerável. Através do novo Windows Media Player, pode-se enviar fluxos de vídeo, músicas e fotos do PC para uma televisão ou um rádio compatível. Os melhoramentos na barra de tarefas incluem miniaturas das janelas ao vivo.

Em 2010, o Windows 7 vendia 7 cópias por segundo. Lá em 2012, a Microsoft lançou o Windows 8. O foco do Windows era totalmente multimídia, com o design totalmente reformulado e sem a barra do Windows. A empresa focou também o Windows Phone, mas isso só afundou o sistema mobile da empresa com o nome dos smartphones Nokia, que ficaram conhecidos somente por boas câmeras, mas um péssimo sistema operacional mobile, comparado ao Android e iOS. Já em 2013, o destaque da Microsoft foi o Xbox One, anunciado na E3. Nitidamente, o foco da primeira versão foi de ser um console multimídia, que acabou tendo decisões tão polêmicas que perdeu para o PS4, sendo o segundo menos vendido até então, perdendo somente para o Wii U, da Nintendo.

E na história recente da Microsoft, o Windows 10 foi lançado, em comemoração aos 30 anos do primeiro Windows. E mais especificamente em 2017, o Windows Phone foi oficialmente descontinuado.

Propaganda. Role para continuar lendo.

E você, o que acha da Microsoft? Gostou de sua história? Deixe aqui nos comentários! (E claro, se possível, compartilhe o post com os seus amigos, isso é uma das coisas que mantém o TriCurioso vivo.)

Leia Mais

Curiosidades

O papel higiênico é uma daquelas coisas indispensáveis dos tempos modernos, pelo menos no mundo ocidental. Hoje em dia, viver sem esse item pode...

Curiosidades

No decorrer da história grandes invenções começaram a surgir, algumas que de certa forma mudaram as nossas vidas, outras que de fato pareciam ser...

Entretenimento

O mundo do YouTube vêm crescendo cada vez mais, chegando a superar até mesmo a TV aberta em alguns assuntos. O bom do YouTube...

Curiosidades

A pizza é um dos pratos mais deliciosos e satisfatórios para fazer em casa. Embora seja mais fácil pedi-la pelos apps de comida, comer...

Curiosidades

As criaturas mitológicas costumam prender a nossa atenção, principalmente por conta das características delas. Mas o que nem todos sabem é que parte dessas...

Curiosidades

A cultura popular (especialmente nos filmes de ação) costuma trazer à tona algumas ideias bem loucas. Esquivar-se das balas parece ser a sua favorita....

Curiosidades

Quando falamos de locais, eles podem ser definidos com os mais variados termos, dependendo da sua situação. Conhecemos por exemplo diversos países, estados e...

Curiosidades

As mitologias estão espalhadas por  toda parte, em todas as culturas e cada uma tem sua identidade. Atualmente, existem pessoas que acreditam em alguma...