Notícias, Tecnologia

Google rompe ligação com projeto militar após sofrer pressão

Google rompe ligação com projeto militar após sofrer pressão

Não é segredo que a Google estava trabalhando em um projeto militar chamado ‘Project Maven’ que se trata de uma iniciativa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos que visa o uso de inteligência artificial IA feita pela Google para que assim possam processar imagens captadas por drones em zonas de guerra. Essa parceria se deu início em julho de 2017.

Canecas para Presente

Mesmo o governo e a Google alegando não ser um projeto ofensivo, as pessoas ainda insistem em acreditar que isso irá prejudicar alguém uma hora ou outra e por isso desde o começo do ano muita gente vem protestando contra tal projeto, incluindo os próprios funcionários da companhia que acabavam pedindo demissão.

Imagem relacionada

Os funcionários fizeram um abaixo-assinado onde exigiam que tal parceria fosse encerrada, o documento teve cerca de  3.100 assinaturas e foi entregue ao CEO do Google, Sundar Pichai. Após muita pressão, algumas informações divulgadas recentemente dizem que o maior buscador do mundo não irá renovar com as forças armadas.

Quem confirmou isso foi a Diane Greene que inclusive é a CEO do Google Cloud. Segundo ela, a parceria para o ‘Project Maven’ acaba em 2019 e a empresa não deve renovar. Esse anúncio foi feito em uma reunião com os funcionários e não foi comunicada de forma oficial, porém, as informações vazaram e o site norte-americano Gizmodo acabou publicando.

Resultado de imagem para diane greene google cloud

Algumas informações divulgadas mostram que o auto-escalão da Google estava animado com o Project Maven, chegando a ver o projeto como uma forma de estreitar relações com o governo americano e assim abrir caminho para contratos milionários com o departamento de defesa do próprio Estados Unidos. Quer conhecer um pouco mais da história da Google? Clique aqui. O que achou? Comente logo abaixo 😀

Leia Também: