Curiosidades, Entretenimento, Tecnologia

Qual o melhor console da 8° geração?

Qual o melhor console da 8° geração?

Antes de você começar a ler essa publicação, precisamos ressaltar algumas coisas:

  1. Não, não iremos responder “O melhor console é Y”, mas sim listar os prós e contras de cada plataforma, decidir qual é o melhor cabe à você. Isso é algo extremamente opinativo, tanto que temos redator que gosta da Sony, outro que gosta da Microsoft e outro que gosta da Nintendo. Logo iremos simplesmente fazer esse processo.
  2. Iremos considerar a plataforma e não o console em si. O que isso significa? Não iremos considerar o PlayStation 4 Pro nem o Xbox One X, mas sim o PlayStation 4 e o Xbox One, contendo todos os modelos. Podemos adicionar pontos a um modelo ou outro, mas iremos considerar a plataforma.
  3. Mesmo sendo de 8° geração, o Nintendo Wii U não será considerado nessa lista, graças ao lançamento do Nintendo Switch.
  4. Não iremos considerar problemas técnicos de alguma leva (PS4 ejetando disco, Problemas com Joy-Con esquerdo do Nintendo Switch, controle do XONE com entrada proprietária, etc…)

Bem, vamos começar a comparação por data de lançamento. O primeiro console de mesa da 8° geração (exceto o Nintendo Wii U) foi o PlayStation 4, com sua data inicial sendo dia 15 de novembro de 2015.

PlayStation 4

Prós:

  1. Base instalada estável, recebendo os principais jogos multiplataforma.
  2. Boa quantidade de exclusivos.
  3. Jogos super bem avaliados, tanto pelos jogadores quanto pela crítica.
  4. Controle com bateria.
  5. Ótimos gráficos
  6. Console com um preço convidativo de 215 dólares, chegando a ser encontrado em 1250 reais na versão slim.
  7. Bons jogos gratuitos.
  8. Suporte nativo de streaming gratuitamente.
  9. Share, permitindo gravações de vídeo nativamente.
  10. Suporte à Blu Ray para filmes.
  11. Interface amigável para uso de multitarefa.

Contras:

  1.  Jogos AAA (grande porte) em seu lançamento disponíveis somente em preço cheio. (60 dólares)
  2. Bateria baixa por parte dos controles.
  3. Sem retrocompatibilidade com o PlayStation 3.
  4. R$120 para jogatinas online com a PSN Plus anual.
  5. Controle razoavelmente pequeno comparado aos seus antecessores.
  6. Vantagem em performance na versão Pro, tendo jogos com problemas excessivos de framerate, como The Last Guardian no PS4/PS4 Slim.
  7. Jogos exatamente iguais são mais caros no PS4.
  8. Alguns jogos da PSN Plus acabam não vindo para a Brasileira.

Agora vamos falar do Xbox One, lançado dia 22 de novembro de 2013.

Xbox One

Prós:

  1. Controle com duas opções de carregamento. (Pilhas e bateria)
  2. Jogos focados bastante no multiplayer.
  3. Ótimo e estável servidor online.
  4. Preços de jogos adaptados à realidade brasileira.
  5. Gamepass, o serviço de assinatura de jogos do Xbox, trazendo jogos à preço cheio (60 dólares) por apenas 10 dólares, ou 35 reais, um ótimo atrativo para o público brasileiro.
  6. Retrocompatibilidade com o Xbox 360 (e no Xbox One X, retrocompatibilidade com o Xbox original) com texturas de maior resolução.
  7. Xbox Play Anywhere, um serviço que te permite jogar jogos que você comprou no Xbox One no PC com Cloud Save, ou seja, você pode voltar de onde você parou no Xbox One.
  8. Utilizar o Xbox One como placa de captura.
  9. “Streamar” a imagem do Xbox One para o PC.
  10. Suporte à 4K em serviços de streaming.
  11. Interface amigável para uso de multitarefa.
  12. Suporte à BluRay 4K.

Contras:

  1. Controle originalmente com pilha.
  2. Falta de exclusivos AAA singleplayer como em seus concorrentes.
  3. Jogos exclusivos com avaliação mediana por parte da crítica.
  4. Console mais caro que o PS4.
  5. Serviço online mais caro do mercado. (R$ 150/ano)
  6. Sem muita presença de RPGs japoneses.
  7. Maioria de seus grandes jogos exclusivos anunciados cancelados.
  8. O suporte à gravação de vídeos nativo é de apenas 5 minutos, mas ainda maior que de um dos seus rivais.

Já o Nintendo Switch foi lançado no dia 3 de março de 2017.

Nintendo Switch

Prós:

  1. A mecânica principal do Nintendo Switch em si. O fato de você poder jogar o seu videogame no modo portátil e depois jogar na TV muda sua forma de jogar.
  2. Um sistema super limpo comparado aos rivais, facilitando que você simplesmente pare de jogar, desligar e voltar diretamente de onde você parou.
  3. Uma boa quantidade de exclusivos.
  4. Ótimos jogos AAA third, como Wolfestein II, South Park: A Fenda que Abunda a Força e muitos outros com a possibilidade de jogar no portátil.
  5. A nova casa dos jogos indies nos consoles.
  6. Online gratuito até setembro, que terá o preço de 20 dólares anuais, (ou 70 reais) o mais barato do mercado.
  7. Controles com uma bateria de 20 horas cada, com o Pro Controller tendo uma bateria de 40 horas.
  8. Mídia em cartucho, com loading extremamente reduzido.
  9. Poder jogar multiplayer no modo portátil.
  10. Poder fazer gravação de vídeo e fotos nativamente.
  11. Ótima refrigeração.

Contras:

  1. Jogos com preço cheio.
  2. Dificuldade de achar os jogos em mídia física com um bom preço sem ser em compras online.
  3. Baixa memória interna, apenas 32 GB.
  4. Para o modo portátil, gráficos são reduzidos.
  5. Sem suporte à YouTube, Netflix, Spotify e outros…
  6. Controles pequenos comparados aos anteriores.
  7. Suporte a vídeo somente de 30 segundos.
  8. Sem retrocompatibilidade com o Nintendo Wii U. (por motivos óbvios)

E então, qual o seu favorito? deixe nos comentários! (Se possível, compartilhe o post com os seus amigos, isso é uma das coisas que mantém o TriCurioso vivo!)

Leia Também: