Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

Conheça a trágica e romântica história deste casal que faleceu no naufrágio do Titanic

Todos nós ao menos conhecemos a trágica história de amor que acontece no filme Titanic escrito e dirigido por James Cameron, porém você sabia que ocorreu mesmo uma romântica e trágica história de amor a bordo deste malfadado navio?

Isidor Straus era um respeitável homem da sociedade americana. Vindo da Alemanha com seu irmão Nathan, Straus iniciou sua fortuna ao vender louças no porão de uma loja de departamentos de Nova York. Em pouco tempo o negócio fez um gigantesco sucesso e lhes garantiu uma vida muito mais do que confortável.

Isidor Straus conheceu uma mulher chamada Ida por quem se apaixonou perdidamente, casou-se com ela e teve sete filhos. Dizem os relatos que este era um casal extremamente apaixonado que sofria com a distância, isto porque Isidor trabalhava muito e estava sempre viajando. Porém, toda esta distância só fazia fortalecer o amor destes dois que escreviam cartas um para o outro regularmente, todas estas estão até hoje guardadas com um dos netos do casal. Como não passavam muito tempo juntos, ao ficar sabendo da existência de um navio de luxo que faria uma longa viagem, imaginaram que seria a oportunidade perfeita para desfrutar um da companhia do outro.

Entre 1911 e 1912 o casal estava vivendo na Europa, porém quando decidiram que era hora de retornar para casa, compraram duas passagens de primeira classe do RMS Titanic. Porém, infelizmente nada pode salva-los. Quando o navio atingiu o iceberg, foi decidido que as mulheres e crianças seriam as primeiras a embarcar nos botes e serem salvas, porém Ida se recusou a embarcar. Em seu lugar, enviou sua empregada com um grosso casaco de peles para se proteger do terrível frio congelante. Segundo consta em registros, na última vez que o doce casal foi visto eles estavam se abraçando no convés e esperando a morte chegar.

Após sua trágica morte, muitos começaram a falar sobre o lindo amor deste casal, principalmente por Ida não ter embarcado no bote e ficado ao lado de seu esposo até o fim. Inclusive, eles são retratados no longa de Cameron, você se recorda daquele doce casal que ficou deitado na cama abraçados a espera do naufrágio? Inclusive, houve uma cena que acabou sendo deletada onde o casal aparece discutindo e podemos ver Ida dizendo: “Estamos juntos há 40 anos, onde você for, eu vou. Não discuta comigo, Isidor, você sabe que não adianta.”

Propaganda. Role para continuar lendo.

Infelizmente, o corpo de Ida jamais foi encontrado, porém Isidor foi enterrado em um cemitério chamado Cemitério Woodlawn localizado no Bronx. Em seu túmulo há gravada uma canção que dizia: “Muita água não pode apagar o amor – nem as inundações podem afogá-lo”. Você conhecia esta história? Comente!

Leia Mais

Curiosidades

Os choques elétricos são frequentemente retratados em desenhos e filmes de comédia. O ato é sempre o mesmo: o protagonista se apodera de um...

Curiosidades

Certamente você já deve ter se hospedado em um hotel em algum momento, ou pelo menos já ouviu falar de alguns. Bom, existem diversos...

Curiosidades

É bem provável que você já tenha assistido a vários documentários da vida selvagem. Em sua grande maioria, esses programas trazem uma combinação de...

Curiosidades

Muita gente concorda que os gatos são animais fofos e bastante adoráveis. No entanto, basta uma rápida pesquisa no Google para perceber que os...

Curiosidades

Vivemos em um mundo onde existem mais de 7 bilhões de pessoas, podemos imaginar que cada uma delas possuem características únicas e ainda assim...

Curiosidades

Dos últimos anos para cá os serviços de streaming começaram a se popularizar bastante, afinal a praticidade e facilidade de assistir um filme ou...

Curiosidades

Você já deve saber que as equipes de Fórmula 1 são orientadas por orçamentos com valores extremamente altos. De certa forma isso não é...

Curiosidades

O mar sempre aparentou ser um ambiente hostil para a vida humana. Tragédias como a do Titanic exemplificam muito bem o quão facilmente vidas...