Curiosidades

Quem inventou a dinamite?

Quem inventou a dinamite?

Muito provavelmente você já ouviu falar do Prêmio Nobel, não é mesmo? A premiação possui esse nome em homenagem ao seu idealizador, o sueco Alfred Nobel. E além de ter o seu nome por trás de um dos mais prestigiados prêmios concedidos anualmente por realizações acadêmicas, culturais e científicas, Alfred Nobel também é conhecido por possibilitar que as pessoas possam explodir coisas usando uma de suas grandes invenções: a dinamite.

Antes de tudo isso, no entanto, Nobel trabalhava como engenheiro e construía pontes e edifícios na capital de seu país, Estocolmo. Foi o seu trabalho no ramo da construção que o inspirou a pesquisar novos métodos de detonação de rochas. Assim, em 1860, Nobel começou a experimentar uma substância química explosiva chamada nitroglicerina.

Alfred Nobel, pai do Prêmio Nobel e da dinamite.

A nitroglicerina foi inventada pela primeira vez pelo químico italiano Ascanio Sobrero em 1846. Em seu estado líquido natural, a nitroglicerina é muito volátil. Nobel compreendia isso e em 1866 descobriu que, ao misturar nitroglicerina com um composto oxigenado chamado sílica, seria possível transformar o líquido em uma pasta maleável chamada dinamite. Uma vantagem que a dinamite tinha sobre a nitroglicerina era que ela poderia ser usada em forma de cilindro para inserção nos furos de perfuração usados na mineração.

Em 1863, Nobel inventou o detonador para a dinamite, o que permitia um controle melhor das explosões e muito mais segurança. O detonador usava uma forte descarga em vez de calor para detonar os explosivos. Após esse aprimoramento, muitas empresas de construção, mineração e até mesmo as forças armadas passaram a fazerem pedidos de enormes encomendas para usar o explosivo mais seguro da época. Isso acabou rendendo muito dinheiro para Nobel, que nos anos seguintes fundou filiais de sua fábrica nos Estados Unidos, França e Alemanha.

Em seu último testamento, Nobel estabeleceu a criação do Prêmio Nobel em 1895. Ele morreu apenas um ano depois, em 1896, deixando para trás a enorme quantia de 9 milhões de dólares para o fundo da premiação recém-estabelecida, já que ele havia escrito no testamento que 94% de seus ativos totais iriam ser destinados à esse fim. No total de sua vida, Alfred Nobel deteve 355 patentes nas áreas de eletroquímica, ótica, biologia e fisiologia.

Aposto que você não sabia que o Prêmio Nobel foi criado pelo pai da dinamite, não é mesmo? Deixe o seu comentário! 😀

Leia Também: