Connect with us

Hi, what are you looking for?

Curiosidades

Conheça 5 incríveis curiosidades sobre O Justiceiro!

O Justiceiro é um dos maiores anti-heróis da Marvel, e surgiu na mente do soldado veterano da guerra no Vietnã, Frank Castle. Renunciou de seus encargos militares após ser promovido dentro do exército, continuando como instrutor das forças especiais na cidade de Nova York, o que o mantinha trabalhando, porém, desta vez, vivendo mais perto de sua família. Após testemunharem um assassinato envolvendo a máfia, a família de Castle acaba sofrendo um atentado. Sem a ajuda do sistema de justiça, que era comprado pelos mafiosos, Frank perde todas as esperanças e decide se vingar usando seus próprios meios. Assim, surge O Justiceiro, um assassino implacável de criminosos.

Somando a dor ao perder seus amados junto aos flashbacks da guerra, o Justiceiro persegue e elimina criminosos incansavelmente na missão de encontrar os responsáveis pela morte de sua família. Confira agora curiosidades sobre sua história!

1. Primeira aparição


O Justiceiro estreou nos quadrinhos na edição 129 em The Amazing Spider-Man, do ano de 1974. Como assassino de aluguel, sua missão era matar o Homem Aranha que fora acusado de assassinar Norman Osborn. Após esta aparição, Frank Castle só ganhou sua própria história em 1986.

 

2. Simbiose entre ódio e Justiça

Juntos, somos impiedosos… somos implacáveis!/ Somos uma máquina de matar!

Existe uma série de histórias entituladaWhat If Venom…, na qual o simbiótico Venom consegue possuir o corpo do Justiceiro Frank Castle. O que já era justiça com as próprias mãos, se tornou uma carnificina incessante e intensa.

3. Anti herói em seu verdadeiro significado

O Justiceiro demorou para ser aceito até mesmo pelo público da Marvel. Frank Castle não procurava exatamente pessoas que não tinham envolvimento algum com o crime, porém não era um vilão. A questão é que suas vítimas, por mais que fossem ladrões e mafiosos, eram executadas de formas extremamente cruéis, o que também não fazia parte do protocolo seguido por boa parte dos heróis da própria Marvel, ainda mais nos anos 70, época em que estreou nas HQ’s. Foi quando os leitores começaram a perceber que os anti heróis se aproximavam da dualidade do ser humano que personagens como O Justiceiro tiveram seus valores reconhecidos.

4. De saco cheio da patota

Em uma realidade e história paralela, a família de Frank Castle acabou morrendo em meio a um confronto entre heróis e vilões da Marvel. Enfurecido com tudo isto, Justiceiro usou de sua raiva bem aplicada com inteligência para dar um fim a essa palhaçada que heróis e vilões chamam de “batalha entre o bem e o mal”, quando a única coisa em jogo é o poder e não a segurança de pessoas indefesas. É isso aí, Castle, bala neles!

Advertisement. Scroll to continue reading.

5. Adaptações para o cinema e séries


Ascendendo de forma relativamente rápida, o Justiceiro recebeu sua primeira adaptação para o cinema em 1989, interpretado por Dolph Lundgren, porém foi meio estranha uma vez que não havia a famosa caveira estampada no peito do personagem, tendo sua história de origem modificada também. Em 2004, outro filme fora lançado, desta vez estrelando Thomas Jane como papel principal. Já em 2008, foi lançado O Justiceiro: Em Zona de Guerra, com Ray Stevenson na pele de Frank Castle. Um dos registros mais recentes é a série da Netflix, com sua primeira temporada em 2017, com Jon Bernthal (imagem acima).

E aí, gostou? Não deixe de compartilhar e comentar pra gente! 🙂

+ Lidas da Semana

Advertisement

Leia Mais