Curiosidades

Por que o cocô flutua na água?

Por que o cocô flutua na água?

Olá caríssimos e caríssimas TriCuriosos, tudo bem? Hoje trazemos uma curiosidade a respeito de um parceiro inseparável de nossa vida: O cocô! Sim, aquele que não tem uma aparência e aroma lá tão agradáveis e nos deixa um tanto quanto aliviados a partir do momento de sua despedida.

O cocô pode apresentar consistência diferente por pura questão de física e química do nosso corpo. Por exemplo, experimente colocar óleo na água. Por apresentarem densidades e composições químicas diferentes, o óleo não se misturará com a água, o que o faz a substância flutuar nela (ou “boiar”, grosso modo). Em uma analogia simples, o que acontece com o nosso querido cocô é o mesmo: quando nosso organismo produz cocô com muitos gases, muito oleoso, ele fica menos denso que a água.

Porém, um cocô “flutuante” não é um bom sinal para a saúde: Significa que não estamos consumindo uma quantidade de nutrientes o bastante, o que influencia muito no funcionamento de nosso intestino e, consequentemente, é acusado por meio das fezes (sim, o seu cocô te entrega na cara dura). Algo que frequentemente não nos atentamos é que o cocô diz muito sobre nossa saúde. Por exemplo, um cocô avermelhado pode nos dar fortes pistas sobre hemorragias e hemorroidas.

No caso do tema que estamos tratando mais especificamente, um cocô que flutua na água após realizarmos nosso serviço no vaso sanitário pode indicar uma dieta sem muita variedade de frutas, legumes e verduras e, também, uma boa rotina de exercícios físicos. Por isto, é recomendado que tenhamos um prato colorido em nossas refeições, sem excessos com frituras, gordura ou alimentos com muito óleo. Aí sim, seu cocô vai ficar uma beleza!

Joia!

Gostou? Compartilhe, comente pra gente! 🙂

Leia Também: