Curiosidades

O forte que os EUA construiu no Canadá por engano

O forte que os EUA construiu no Canadá por engano

Durante a Guerra de Independência dos EUA e a Guerra anglo-americana de 1812 entre a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, a fronteira entre o Canadá Britânico e o estado de Nova York foi palco de combates bastante violentos, muitos dos quais ocorreram em torno do Lago Champlain. Este lago de água doce situado do outro lado da fronteira entre os EUA e o Canadá fornecia aos ingleses uma rota de invasão direta para o coração da colônia, o que preocupava os americanos. Além disso, esse local ficou conhecido por causa da errônea construção de um forte, que até virou motivo de chacota. Mas como eles conseguiram essa proeza?

Ansiosos para evitar tentativas de invasão imediatamente após a Guerra de 1812, os Estados Unidos decidiram fortalecer as margens do Lago Champlain. Uma pequena região de areia chamada Island Point foi escolhida como o local da construção de um forte octogonal. A construção, quando terminada, deveria ter muros com mais de 9 metros altura e 125 canhões que poderiam mandar pelos ares qualquer navio britânico que tentasse navegar por aquela região.

A construção do forte começou em 1816 e continuou em ritmo forte por dois anos, até que uma pesquisa realizada tanto pelos Estados Unidos quanto pela Grã-Bretanha descobriu um problema bem inusitado: o forte estava sendo construído do lado errado da fronteira. Na realidade, a fronteira verdadeira ficava localizada aproximadamente a uma milha ao sul do forte.

Após o erro embaraçoso ter sido descoberto, a construção do forte foi interrompida às pressas e a construção ganhou o carinhoso apelido de “Fort Blunder”, que significa “Forte da Gafe (ou Forte da Mancada)” em tradução livre. Nos 20 anos seguintes, o forte abandonado ainda foi saqueado por moradores locais que levaram pedras e materiais de construção e os usaram para construir suas casas e prédios públicos.

Em 1842, diplomatas americanos e britânicos sentaram-se para discutir este e muitos outros problemas relacionados com a fronteira. Após muitas discussões, ficou acordado que o Fort Blunder continuaria a pertencer aos Estados Unidos, mesmo não sendo localizado em seu território. Sem perder tempo, os EUA começaram a reconstruir o forte e o batizaram com o nome Fort Montgomery, em homenagem ao general Richard Montgomery, que foi um herói da Guerra Revolucionária e foi morto por tropas inimigas em 1775.

Após o período das guerras, uma grande parte da construção foi demolida e as pedras foram usadas na fundação de uma nova ponte sobre o Lago Champlain. Mais uma vez, catadores locais se aproveitaram do abandono do lugar e levaram grandes quantidades ​​de tijolos, tábuas, janelas e portas para uso próprio. O pouco que resta do Fort Montgomery pertence a empresas privadas.

Que confusão, não é mesmo? Compartilhe o seu comentário com a gente! 😀

Leia Também: