Connect with us

Hi, what are you looking for?

Curiosidades

Por que o céu é azul?

Uma das primeiras questões da infância é: “por que o céu é azul?” Você já deve ter perguntado isso quando era criança ou até mesmo pode ter um filho perguntando agora a você. No entanto, apesar de ser muito comum, essa pergunta dificilmente é respondida. Se você, assim como a maioria das pessoas, sempre teve essa pergunta rodeando a sua mente, chegou a hora de finalmente obter uma resposta.

A explicação começa com a fonte de luz do nosso sistema solar: o Sol. A luz do sol aparenta ser branca na maioria dos casos, mas essa luz branca é na verdade uma composição de todas as cores do espectro visível que vão do vermelho ao violeta. Em sua trajetória pela atmosfera, a luz solar é absorvida, refletida e alterada por diferentes elementos, compostos e partículas. A cor do céu depende em grande parte dos comprimentos de onda da luz que chegam até nós. Mas as moléculas do ar (principalmente nitrogênio e oxigênio) e partículas de poeira também desempenham papéis bastante importantes.

Quando o sol está no ponto mais alto, a maior parte de seus raios atinge a atmosfera em ângulos quase verticais. Comprimentos de onda mais curtos da luz, como violeta e azul, são mais facilmente absorvidos pelas moléculas de ar do que os comprimentos de onda mais longos, que são as partes vermelhas, laranjas e amarelas do espectro. As moléculas de ar irradiam luz violeta e azul em diferentes direções e desse modo acabam “saturando” o céu. No entanto, o céu do meio-dia parece ser totalmente azul (em vez de uma combinação de azul e violeta) porque nossos olhos são bem mais sensíveis à luz azul do que à luz violeta.

Quando o sol está mais próximo do horizonte durante o amanhecer e no anoitecer, os raios do sol atingem a atmosfera em ângulos mais oblíquos e assim esses raios acabam percorrendo uma distância maior pela atmosfera do que ao meio-dia. Como resultado, há mais moléculas de nitrogênio e oxigênio e outras partículas que podem bloquear e dispersar a luz solar. Durante essa longa passagem, a radiação de entrada nos comprimentos de onda azuis e violetas (mais curtos) é filtrada e a influência desses comprimentos de onda sobre a cor do céu diminui.

O que resta são os comprimentos de onda mais longos e alguns desses raios ainda atingem poeira e outras partículas perto do horizonte (como as gotas de água que compõem as nuvens), assim dão origem aos tons vermelho, laranja e amarelo que contemplamos durante o nascer e o pôr do sol.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Gostou de ter essa dúvida finalmente respondida? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Mais

Bizarro

Ao longo da história diversos casos bizarros aconteceram ao redor do mundo, alguns chamaram mais atenção que outros. Isso acontece devido ao grau de...

Curiosidades

Existem diversos tipos e espécies de animais espalhados pelo mundo, não dá para saber ao certo quantos deles habitam por aqui, inclusive existem espécies...

Curiosidades

As bruxas já foram seres bastante temidos, inclusive houveram diversas perseguições à mulheres acusadas de bruxaria, muitas delas chegaram até serem mortas, queimadas em...

Bizarro

As bizarrices estão espalhadas pelo mundo inteiro e não é de hoje. Como bem sabemos, essas bizarrices podem ser encontradas nos mais variados setores,...

Curiosidades

O reino animal é vasto, como vem e pode encontrar uma grande variação de espécies que acabam dividindo as opiniões, no final das contas,...

Curiosidades

Existem inúmeras espécies de plantas espalhadas pelo mundo, algumas pessoas inclusive possuem umas em casa, principalmente para dar uma cor aos ambientes. Já falamos...