Connect with us

Hi, what are you looking for?

Curiosidades

5 incríveis curiosidades sobre Better Call Saul

Ontem contamos as melhores curiosidades sobre Breaking Bad e é claro que hoje não poderiamos deixar de falar sobre Better Call Saul. Como disse ontem, ainda estou na 4ª temporada de BB, porém muito ansiosa para iniciar Better Call Saul que, para quem não conhece, é um spin-off da série que narra a trajetória de Heisenberg e sua metanfetamina azul.

Pois bem, Better Call Saul narra os acontecimentos do ano de 2002 onde Saul ainda é um simples advogado cujo nome é James Morgan McGill sem sua infame fama. Também criada por Vince Gilligan em parceira com Peter Gould, a série estreou em 8 de fevereiro de 2015 e é considerada Original Netflix já que no Brasil, é exibida apenas no serviço de streaming um dia após o episódio ser exibido pelo canal AMC nos Estados Unidos.

Assim como sua antecessora, a série está sendo muito bem avaliada pela crítica e já recebeu diversas indicações, garantindo quatro Emmys do Primetime, três Writers Guild of America, dois Critics’ Choice Television Awards e um Screen Actors Guild Award. Pois bem, sem mais delongas vamos às curiosidades!

Incríveis curiosidades sobre a série Better Call Saul

1. Saul Goodman sempre foi uma espécie de alívio cômico dentro do universo de Breaking Bad, mas será que seu spin-off é uma série de comédia? Até foi um plano onde Vince Gilligan trabalharia em um programa de comédia com diversos humoristas que fariam participações especiais semanais onde trariam problemas para Saul resolver de forma bem humorada. Porém, fico feliz em saber que o criador viu que não seria assim tão legal e que os fãs queriam mais sobre a história deste personagem tão marcante. Por isso, a série possui uma pegada mais dramática.

2. Para a fotografia, Better Call Saul possui fortes referências às obras de Stanley Kubrick, principalmente seguindo a regra do diretor de O Iluminado onde a primeira imagem precisa sempre ser a mais intrigante, podendo ser utilizado um lento zoom out, isso além de enquadrar o que há na cena seguindo a perspectiva de um único ponto bem ao centro. Veja um copilado que mostra o rico trabalho de fotografia desta série já icônica:

Advertisement. Scroll to continue reading.

3. Enquanto a trilha sonora de Breaking Bad segue um estilo marcante, quase como um estern moderno com vibrantes notas tocadas em violão já na abertura, Better Call Saul segue uma onda mais ‘surf rock’ (desculpe o trocadilho, não dava para perder, hehe). Porém, Dave Porter – responsável pelo trabalho – não pode deixar de homenagear o tema da série anterior ao usar a melodia de encerramento também na série atual.

4. Se você estava com saudade de mais alguns personagens de Breaking Bad, pode ficar tranquilo já que Tuco, Mike Ehrmantraut, Hector Salamanca, Gus Fring e até mesmo os (péssimos) gêmeos assassinos dão as caras ao longo das temporadas. Além destes, o próprio Domingo Molina – extremamente marcante e conhecido como Krazy-8 – e sua secretária Francesca aparecem, inclusive esta em Better Call Saul é repleta de positividade e sonhos a realizar, um retrato totalmente oposto a Francesca de Breaking Bad, parece que o trabalho não a fez bem…

5. 5. Para finalizar, precisamos falar do figurino escolhido a dedo, característica que vem já de Breaking Bad. No spin-off você poderá perceber que há muito da psicologia das cores em cada cena, isso para despertar sentimentos ao público em cada cena exibida. Peter Gould afirma que cores quentes tais como vermelho são geralmente associadas a criminosos em contrate com tons mais frios que são usados para demonstrar a inocência de certos personagens. Repare que Tuco Salamanca aparece sempre em cores mais vibrantes em comparação a Kim Wexler, já as gravadas de Jimmy/Saul são um show a parte já que estão sempre entre os tons quentes e frios.

Gostou das curiosidades? Comente!

Advertisement. Scroll to continue reading.
Advertisement

Leia Mais

Curiosidades

Inúmeros artistas já passaram pelo nosso mundo, todos eles acabam deixando um legado e são lembrados pela forma com que trabalharam. Atualmente existem incontáveis...