Curiosidades

Por que alguns queijos são tão fedorentos?

Por que alguns queijos são tão fedorentos?

Como você já deve saber, comer queijo todos os dias pode realmente ser bom para a sua saúde. De fato, esse alimento está entre as opções mais saudáveis de alimentos ricos em vitaminas, proteínas e minerais essenciais para o bom funcionamento do corpo. Mas você já reparou que muitos queijos são absurdamente fedorentos? Por que será que algo tão saboroso e saudável cheira tão mal?

Primeiramente, temos que levar em conta o fato de que todos os queijos são feitos basicamente da mesma maneira: coagulando o leite para que ele se separe em coalhada e soro de leite. A coalhada se resume a pedaços brancos sólidos e o soro é um líquido fino e aguado. Para obter tal resultado, os produtores de queijo costumam usar bactérias, que por sua vez são as grandes responsáveis por todo o fedor de certos tipos de queijos. De fato, as bactérias usadas na produção desse alimento são as principais responsáveis por determinar o sabor, a textura e o cheiro do queijo. Por exemplo, algumas bactérias dão ao queijo um sabor de cogumelo e um odor particularmente fedorento, como certos tipos de queijos que incluem o Brie e o Camembert.

Além disso, outros fatores que podem tornar os queijos especialmente fedidos são os processos de envelhecimento e lavagem empregados. Alguns queijos são envelhecidos por muitos meses, o que consequentemente intensifica ainda mais o seu aroma. Vale destacar que as cascas de certos queijos muitas vezes são lavadas com frequência para mantê-los úmidos, exatamente como o próprio processo de fabricação exige. Dependendo de qual líquido é usado (cerveja e água salgada são os mais comuns)- o queijo pode desenvolver certos sabores e cheiros ao longo do tempo, na maioria das vezes não muito agradáveis.

Ao redor do mundo, existem vários queijos que são conhecidos por seus aromas particularmente fortes. O tipo Vieux Boulogne, por exemplo, é conhecido por ser fedorento por causa da sua casca, que é constantemente lavada com cerveja enquanto envelhece. Outro tipo de queijo, o Époisses de Bourgogne, é tão fedorento que chegou a ser proibido de ser transportado em transportes públicos na França, onde é tradicionalmente feito. Já o queijo Limburger, é conhecido por ter um cheiro que lembra o chulé, o que curiosamente pode fazer muito sentido, já que a bactéria usada para produzi-lo é a Brevibacterium linens, que é a mesma bactéria responsável pelo odor do corpo humano.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: