Curiosidades, Saúde

É melhor cobrir uma ferida ou deixá-la exposta ao ar?

Até hoje me lembro que, quando criança, muitas vezes me diziam que sempre é preciso deixar as feridas “respirarem” ar fresco, especialmente se o ferimento for recente. Eu não tinha a menor ideia nem a motivação para argumentar, e para ser sincero, dar um pouco de ar fresco à ferida parecia fazer sentido. Curiosamente, depois de todos esses anos, ainda vejo muitas pessoas que deixam suas feridas expostas ao ar para que se curem “mais rapidamente”.

Mas, quando você vai ao hospital com um machucado recente, uma das primeiras coisas que a enfermeira faz é limpar a ferida e encobri-la, certo? Afinal, se deixar uma ferida exposta ao ar é tão bom e promove a sua cura, por que os médicos recomendam cobri-la com ataduras? Bem, a resposta é relativamente simples: com a exceção de pequenos machucados ou arranhões, é sempre melhor cobrir as suas feridas!

O corpo humano é uma máquina muito interessante e eficiente. Existem diferentes metodologias para lidar com diferentes tipos de lesões, mas uma das formas mais comuns em que o corpo humano reage a uma ferida é através da formação de uma crosta. O processo de desenvolvimento da crosta começa logo depois de você se machucar e seu ferimento sangrar. Células sanguíneas especiais chamadas plaquetas entram em ação assim que percebem que há uma “brecha” em sua pele. Essas plaquetas se unem como cola no local da lesão (como um corte, arranhão ou contusão) e formam um coágulo.

A crosta é a defesa natural do corpo para oferecer algum tipo de proteção contra germes. Mas, na realidade, ela não é a melhor maneira de se tratar uma ferida. Essa crosta dificulta o processo de cura, erguendo uma barreira de células mortas e ressecadas. As células saudáveis muitas vezes não conseguem passar devidamente por essas células mortas para formar novos tecidos e ajudar no processo de restauração.

Se uma ferida for mantida coberta, ela impede que as células da pele sequem e formem uma crosta, o que acaba minimizando as chances de ficarem cicatrizes no local. Cobrir um ferimento traz muitos benefícios, incluindo a devida umidade da região, o que promove uma melhor cicatrização da pele. Além disso, também reduz significativamente as chances de infecção, já que impede que germes, sujeira e água (geralmente impura) entrem em contato com a lesão.

Uma ferida exposta não oferece nenhuma proteção contra o agravamento da situação. Em outras palavras, se uma ferida for deixada descoberta, a crosta pode ser rasgada ou arrancada, o que pode acabar gerando uma nova lesão. Em contrapartida, uma bandagem ou curativo oferecem um maior conforto e tratamento ao local machucado.

Gostou? Compartilhe e deixe o seu comentário!

Participe! Deixe seu comentário...

Você também pode gostar de