Curiosidades, Entretenimento, Netflix

Para Todos os Garotos que já Amei: As melhores curiosidades!

Admito que filmes de romance nunca foram minha preferência, mas esse ano meu pensamento começou a mudar afinal, a Netflix em 2018 decidiu investir em filmes adolescentes/românticos como “Barraca do Beijo” e “Para todos os garotos que já amei”, mas não foi tão fácil de me adaptar a esses filmes, já que eu só assisti ambos os filmes por não aguentar mais as minhas amigas falando deles, assim os vi para ter assuntos em comum (O mundo é dos espertos meus amigos, tudo conta… se é que você me entende).

Bom, acabou que eu amei ambos os filmes, principalmente “Para todos os garotos que já amei” e por isso hoje eu decidi trazer um post dedicado a ele. Lembrando que o filme é inspirado em um livro de mesmo nome e está disponível para ser assistido na Netflix. Espero que gostem!

O que acontece em Para todos os garotos que já amei?

Lançado em agosto deste ano (2018), “Para todos os garotos que já amei” mostra Lara Jean Song Covey, uma adolescente que escreve cartas de amor para todas as suas paixões do passado e as guarda. Um dia essas cartas são misteriosamente enviadas para os meninos sobre quem ela escreve, virando sua vida de cabeça para baixo.

Curiosidades do filme… (Contém spoilers)!

  • Jenny Han, a autora do livro que deu origem ao filme, aparece em uma das cenas. No filme ela interpreta a professora de Lara Jean durante o baile da escola naquelas cenas de flashback;
  • No livro, Kitty manda as cartas porque ela está brava com Lara Jean e não porque quer que ela tenha um namorado;
  • O final do filme sugere uma sequência, já que o menino que aparece na porta de Lara Jean é o mesmo garoto que procura ela no segundo livro: John Ambrose;
  • Em uma das cenas do filme podemos ver o famoso iogurte Yakult, essa divulgação fez as vendas do produto aumentar;

  • O papel de parede do telefone de Lara Jean é na verdade uma foto de Lana Condor (Lara Jean) e Noah Centineo (Peter) dormindo no set durante as filmagens;
  • A conversa entre Lara Jean e Chris sobre seu show de EDM não foi roteirizada e sim improvisada. Interessante, não?
  • Depois que Peter diz que Lara Jean fica linda de cabelo solto a personagem nunca mais o amarra novamente durante o filme;
  • A produção queria contratar uma americana para interpretar a Lara Jean, porém a escritora do livro que deu origem ao filme bateu o pé e insistiu que a personagem fosse vivida por uma garota asiática;
  • Outra coisa que a escritora exigiu foi que na cozinha da casa de Lara tivesse uma panela elétrica de arroz, já que, segundo ela, toda casa asiática tem uma;

Mas e aí, o que achou do post? Comente logo abaixo 😀

Você também pode gostar de