Bizarro, Curiosidades, Mistérios

Conheça três lendas urbanas brasileiras

As lendas urbanas se propagaram muito graças a televisão e mais recentemente a internet. Diferentemente do folclore, que é recheado de histórias antigas, transmitidas de pai para filho, através de livros ou oralmente, as lendas urbanas são relativamente mais novas. Hoje trouxemos três lendas urbanas populares brasileiras que você talvez conheça. Vem que eu te conto mais sobre elas!

Três lendas urbanas brasileiras

  • A menina sem nome

Essa lenda se passa no Recife. É a história de uma menina que foi estuprada e morta em uma praia. Seu corpo foi encontrado por um pescador, mas a sua identidade nunca foi descoberta. O caso foi divulgado pela mídia, mas nenhum familiar da menina apareceu para reconhecer seu corpo. Uma funerária ficou sensibilizada com a história e patrocinou o enterro da menina. Ela foi sepultada como indigente em 22 de junho de 1970.

Dois anos após o acontecido, a menina foi desenterrada e seu corpo se encontrava intacto, nas mesmas perfeitas condições. Isso fez a população a considerar uma santa. Muitas pessoas iam ao túmulo prestar homenagens e fazer pedidos a pequena santa. Conta-se que muitos pedidos de fiéis já foram atendidos. Mas também se fala muito que a menina assombra os moradores que se aventuram a noite em Recife. Dizem que ela atravessa a rua no meio dos carros, confundindo os motoristas e os levando a sofrerem acidentes. Quem duvida, não é?

Leia também: Lenda dos quadros de crianças que choram

  • A carroça sem cavalo

Essa história se passa na cidade mais antiga de Santa Catarina, o município de São Francisco. A lenda conta que nas noites frias de inverno, quando havia nevoeiro, os moradores da cidade acordavam a noite com um barulho perturbador. Ao investigar a causa do som, descobriam uma carroça vagando sozinha, sem cavalo e sem condutor. A carroça estava sempre cheia de objetos barulhentos, como panelas, talheres, sinos… Dizem que a lenda é fruto de um carroceiro que por maltratar demais seu cavalo foi morto à coices por ele.

  • O fantasma de Tereza Bicuda

Tereza Bicuda morava em Jaraguá. Era conhecida por tratar muito mal sua mãe: obrigava ela a mendigar, humilhava e batia na idosa. De tanto sofrer, um dia a pobre mulher morreu: mas suas últimas palavras foram excomungando a filha.
Um dia Tereza morreu. Considerada uma pessoa ruim pelos moradores locais, foi enterrada sem choro ou cerimônia.

Leia também: Conheça algumas lendas do Folclore Americano

Por três noites seguidas, ao soar da meia noite, Tereza vagava pelas ruas gritando desesperadamente. Os moradores viam seu vulto branco passar correndo. Eles então desenterraram seu corpo e o sepultaram atrás de uma igreja. Mas não foi o bastante, Tereza seguiu gritando e se lamentando todas a meia noite. Então decidiram levar seu corpo para a cabeceira de um córrego, onde colocaram uma cruz. No local nunca mais nasceu uma planta sequer, o lugar ficou conhecido como o córrego da Tereza Bicuda.

Você conhecia essas lendas urbanas? Conta pra nós!

Leia Também: