Connect with us

Hi, what are you looking for?

Curiosidades

Os círculos em plantações são feitos por aliens?

Aliens e círculos em plantações

Há muitas coisas estranhas neste planeta que certas pessoas atribuem a atividades extraterrestres. Seja uma cidade afundada na costa da Flórida ou um triângulo imaginário no Atlântico, vários eventos parecem desafiar os limites do aceitável. Hoje, nós vamos discutir sobre um dos mais intrigantes: os círculos em plantações que podem ser encontrados em várias partes do mundo.

Os círculos em plantações parecem ser mais complexos do que uma simples obra de um fazendeiro entediado. Eles parecem adotar certos padrões, mas muitas vezes apresentam características específicas de uma determinada cultura. As bordas geralmente são tão limpas que parecem ter sido criadas com uma máquina. Quanto às plantas, embora sempre estejam dobradas, elas nunca ficam totalmente danificadas. De fato, na maioria das vezes, a vegetação continua a crescer normalmente.

Às vezes, os padrões são círculos simples, mas em outros casos, são desenhos elaborados que consistem em várias formas geométricas interconectadas. No entanto, esses círculos provavelmente não são obras de aliens que usam nosso planeta para resolver seus problemas de geometria. Na verdade, eles podem ser muito mais humanos do que parecem.

Quando foram descobertos os primeiros círculos em plantações?

Círculos em plantações

A primeira observação de algo desse tipo remonta a 1678 em Hertfordshire, Inglaterra. Registros analisados por historiadores mostravam que um fazendeiro teria visto “uma luz brilhante, como fogo, em seu campo na noite em que sua plantação foi misteriosamente ceifada”. Na época, alguns diziam que “o diabo tinha cortando o campo com sua foice”. Obviamente, isso meio que virou motivo de chacota nos tempos recentes, supondo que o diabo não tinha muito o que fazer em uma noite de sábado para decidir converter a plantação em uma discoteca.

Desde então, os círculos em plantações ganharam popularidade e muitas pessoas passaram a relatar a formação de desenhos semelhantes em seus campos. Na década de 1960, especialmente na Austrália e no Canadá, houve muitos relatos de avistamentos de OVNIs e formações circulares em juncos de pântanos e canaviais. Desde os anos 2000, as formações de círculos nas culturas aumentaram tanto no tamanho quanto na complexidade dos padrões.

Advertisement. Scroll to continue reading.

No Reino Unido, um pesquisador descobriu que os círculos em plantações eram frequentemente formados perto de estradas, mais especificamente em áreas de densas populações e próximas de monumentos de patrimônio cultural. Em outras palavras, eles não estavam aparecendo de uma forma totalmente aleatória.

De onde vêm esses círculos?

As pessoas tentam explicar esse fenômeno estranho há anos. Muita gente ainda acredita que os círculos nas plantações são realmente formados por alienígenas, como se eles fossem algum tipo de mensagem de uma espécie avançada tentando nos dizer algo. Muitos círculos em plantações foram encontrados perto de locais antigos ou sagrados, o que aumentou a crença em atividades extraterrestres. Alguns também foram encontrados perto de montes de terra e pedras levantadas sobre túmulos.

Alguns aficionados por temas paranormais acreditam que os padrões dos círculos nas plantações são tão complexos que parecem ser controlados por alguma entidade. Uma das entidades propostas para isso é Gaia (deusa grega primitiva que personifica a Terra), como uma maneira de nos pedir para interromper o aquecimento global e a poluição humana.

Também há especulações de que os círculos em plantações têm uma relação com as Linhas de Meridiano (aparentes alinhamentos de locais de significado artificial ou sobrenatural na geografia de uma determinada área). No entanto, o fato é que fica cada vez mais evidente que esses círculos não parecem ter ligações sobrenaturais, como veremos a seguir.

Os círculos em plantações têm origens sobrenaturais? Provavelmente não…

O consenso científico sobre os círculos em plantações é que eles são criados pelos seres humanos como uma forma de trote, propaganda ou arte. O método mais conhecido para uma pessoa construir uma formação do tipo é amarrando uma das extremidades de uma corda a um ponto de ancoragem e a outra extremidade um objeto pesado o suficiente para esmagar as plantas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

As pessoas que são céticas com relação às origens paranormais dos círculos nas plantações apontam várias características dos círculos nas plantações que nos levam a acreditar que eles são realmente obra de brincalhões, como o estabelecimento de zonas turísticas logo após a “descoberta” de um círculo do tipo. De fato, algumas pessoas até já confessaram fazer círculos em plantações. Físicos chegaram a sugerir que  círculos mais complexos podem ser criados facilmente com a ajuda de GPS e lasers.

Também já foi sugerido que alguns círculos em plantações podem ser o resultado de fenômenos meteorológicos extraordinários, como tornados. Porém, não há evidências de que todos os círculos em plantações sejam criados dessa maneira. A maioria dos que se dedicam a pesquisar sobre esses círculos sustenta a tese de que a grande maioria deles é criada como trotes e brincadeiras, mas alguns investigadores também afirmam que há uma pequena porcentagem que eles realmente não conseguem explicar.

No fim, o verdadeiro problema é que, apesar das alegações não comprovadas por alguns pesquisadores de que algumas vegetações dos círculos “reais” possam mostrar características incomuns, não existe uma maneira científica confiável de distinguir os círculos “reais” dos feitos pela ação humana.

Leia também: Por que os aliens são geralmente descritos como seres verdes com cabeças enormes?
Leia também: Estranho objeto que visitou o sistema solar pode ter origens alienígenas

Bizarro, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Advertisement. Scroll to continue reading.

Advertisement

Leia Mais

Curiosidades

Um dos lançamentos mais esperados do ano, o Disney Plus, ou Disney + gera muita curiosidade em quem ainda não conhece como este novo...