Saúde

Quais são os benefícios do repolho para a saúde?

O repolho é um vegetal originário da região em torno do mar Mediterrâneo. Hoje, ele pode ser encontrado em todo o mundo, pois tem sido muito utilizado no preparo culinário de saladas, sopas, molhos e refogados. Que tal conhecer os benefícios que esse vegetal extremamente popular pode trazer para a nossa saúde?

Auxilia na perda de peso

O repolho é um alimento que possui um teor calórico extremamente baixo e que pode ser facilmente incorporado em uma grande variedade de pratos através de vários métodos de cozimento. Isso abre espaço para que você o experimente usando o método que preferir, mantendo ao mesmo tempo uma dieta restrita em calorias e focada na perda de peso. Além disso, a ingestão do repolho também ajuda a mantê-lo saciado por mais tempo.

É bom para o coração

Podemos considerar o repolho como um grande amigo do coração, em parte devido à presença de potássio e cálcio na sua composição e também pelos seus efeitos benéficos na redução do colesterol. Os mesmos compostos que ajudam a desintoxicar o corpo também ajudam a remover os ácidos biliares nas fezes. Isso consequentemente ajuda a reduzir o colesterol e beneficia favoravelmente a saúde de todo o sistema cardiovascular.

Aumenta a imunidade do corpo

Graças à presença de vários antioxidantes, o repolho pode ser considerado um excelente estimulante imunológico. A vitamina C e os fitoquímicos presentes nesse vegetal completam o excelente suporte oferecido ao seu sistema imunológico.

Contribui para a manutenção da saúde óssea

O repolho possui alguns dos nutrientes essenciais para a saúde dos ossos, incluindo cálcio, magnésio e vitamina K. Esses nutrientes ajudam a prevenir a perda óssea e condições mais graves como a osteoporose. O consumo do repolho também oferece um excelente suporte para mulheres na pós-menopausa, pois elas podem apresentar um risco maior de perda óssea acelerada nesse período.

Melhora a saúde do cérebro e do sistema nervoso

A vitamina K presente no repolho é capaz de promover uma ação protetora do cérebro e de seus neurônios. Além disso, esse vegetal conta com o apoio de um grupo de compostos conhecidos como antocianinas, que podem desempenhar um papel importante na prevenção de doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer.

Gostou? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de